Imagem

O curso ajudará você:

Ter recursos para lidar melhor com birras, dificuldades alimentares e de sono através do aumento da sua consciência e compreensão sobre as necessidades da criança.
Entender de onde vêm alguns comportamentos indesejados da sua criança.
Enxergar a violência invisível na sua história desde a chegada da sua criança.
Atender a necessidades da criança que você nem sabia que existia.
Sua criança terá mais vínculo e conexão com você.
Você será uma presença de apoio e referência e não de afastamento, raiva ou medo.

CONFIRA OS ÚLTIMOS DEPOIMENTOS

Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo

VEJA O PROGRAMA DE AULAS

MÓDULO 1

AULA 1 - O nascimento sob a perspectiva da criança - uma aula de empatia para adultos

Nessa aula entenderemos que o fato de as crianças se adaptarem e sobreviverem sem o contato íntimo com o corpo de sua mãe, não significa que não necessitam dele. Elas continuam necessitando. E nossa cultura nos separa corporalmente de nossas crias muito precocemente. Podemos resgatar essa conexão física.

AULA 2 - A (con)fusão emocional com a criança, a criança interior da mãe e a culpa materna.

Nesta aula vamos entender que nós, mulheres, já fomos desconectadas de nós mesmas em nossa infância e, portanto, temos muita dificuldade de tolerar a intensidade do que nossa criança está demandando agora de nós.


AULA 3 - Entendendo a fusão emocional com a criança e o choro infantil.

Nesta aula vamos aprender que quando nascemos, nosso corpo físico saiu do corpo de nossa mãe, e ficaram dois corpos. Mas temos também um corpo emocional que não se separa nesse momento, isso é a fusão emocional. O corpo emocional do bebê e o corpo emocional da mãe precisam continuar sendo o mesmo até uma lenta separação anos depois.

AULA 4 - O Pai e a fusão emocional.

Nesta aula veremos que algumas mulheres, antes de terem filhos, viam seu par como um príncipe encantado. E, depois dos filhos, sentem-se enganadas ou sentem que o outro mudou. Entenderemos que a mãe deve estar em fusão emocional com a criança. E que o pai deve estar em fusão emocional com a mãe para que possa perceber as necessidades dela e atendê-la.
MÓDULO 2

AULA 5 - O nascimento do EGOÍSMO nas crianças. 

Nesta aula entenderemos que a cultura do “não pode colo, não pode peito, não pode dormir junto, não pode chupeta, não pode chorar...” faz com que a criança registre dentro de si a escassez - raiz do egoísmo.


AULA 6 - Amamentação - um resgate e a identificação de problemas que ninguém fala. 

Nesta aula vamos aprender como muitas vezes o peito é um recurso muito fácil para resolver as questões com a criança. Se a criança se chateou com a vovó, dou peito. Se não comprei um brinquedo que a criança queria, dou peito. Se não consegue dormir, coloco no peito. Que consequências isso pode ter? (Estudo de caso)

AULA 7 - Será que todas as mães têm instinto materno? 

Nesta aula veremos que o nível de desumanização e desfeminização em que estamos vivendo faz com que as mulheres fiquem em um mecanismo de defesa e sobrevivência e nesse modo não aparece o instinto materno. Como mudar esse quadro?

AULA 8 - Pais imaturos

Nesta aula vamos entender que uma coisa é o que me foi colocado sobre a minha infância e outra coisa é o que eu realmente passei na minha infância. Há uma enorme diferença. E homens e mulheres chegam na parentalidade imaturos, não conscientes de sua realidade. Vamos entender que tomar decisões diferentes das decisões de nossas mães é quase uma traição às mães, por isso é tão difícil. Amar nossas mães e conseguir sentir paz ao fazer diferente delas... Aí está a maturidade do amor.
MÓDULO 3

AULA 9 - Desafio e dor de se dividir entre ser MULHER e MÃE - um alerta sobre medicação psiquiátrica. 

Nesta aula vamos explorar o querer entrar em conexão com a criança, mas ouvir do marido, dos pais, sogros, pediatra, amigas, psicólogo que "você deve sair, voltar ao trabalho, cuidar de você". E então quando decide ir, uma parte de nós se sente bem, outra parte se sente destroçada por deixar o bebê. Então temos vontade de chorar e nos perguntam: "Você tem uma criança linda e saudável, por que fica chorando?"

AULA 10 - O "suposto saber" dos profissionais da infância.

Nesta aula vamos explorar o fato de que trocamos nossos saber pelo suposto saber do outro. Trocamos nosso poder pelo suposto poder do outro. Um exemplo disso é que muitos falam sobre o parto domiciliar: “é preciso muita coragem para parir em casa”. Mas quem já acompanhou um parto domiciliar e um parto no hospital sabe que, na verdade é preciso ter muita coragem para se entregar a um parto hospitalar.


AULA 11 - As noites depois das crianças.

Nesta aula vamos entender que os momentos mais íntimos - também nas relações entre adultos - sempre acontecem de noite. A noite nos convida ao recolhimento. Para a criança, o momento de encontro intenso com a mãe é de noite. Tenha ela trabalhado o dia inteiro ou não...


AULA 12 - A autoestima e autoconfiança da mãe.

Nesta aula vamos entender que quando deixamos de lado nossa autoconfiança, fazemos nossa criança sofrer. Na verdade há muito mais respostas sobre o que funciona para nós dentro da gente mesmo e da nossa relação do que fora de nós.

MÓDULO 4


AULA 13 - Divórcio, Mãe solo, Mãe adolescente e outros desafios maternos.

Nessa aula vamos ver que ser mãe é muito difícil, mesmo nas melhores condições, porque o nível de entrega, de demanda, de prioridade do outro é gigantesco. É a única instância da vida em que os um ser humano adulto vai ter que dar tanto pelo outro. Nunca, em nenhuma outra situação a alguém se pedirá que dê tanto por outra pessoa. Uma mãe pode estar numa situação externa muito difícil e ainda assim estar conectada com o seu próprio ser essencial, com suas próprias capacidades e então sua criança vai estar bem.

AULA 14 - Relações violentas e as crianças.

Nessa aula vamos ver que em famílias violentas as crianças acabam crescendo com identidades de dominadores agressores ou dominados humilhados. A violência pode ser de se agredir fisicamente mas também pode ser verbal, de humilhação, de raivas acumuladas, de indiretas, de sarcasmo, etc.

 AULA 15 - Mães que trabalham - como lidar com carreira e filhos?

Nessa aula vamos ver que muitas mulheres usam o trabalho, inconscientemente, como um refúgio para não entrar na fusão emocional com a criança. Vamos entender que o grande problema não é que a mãe vá trabalhar, o O problema é que não consiga se entregar à fusão emocional nem quando volta.

AULA 16 - De mulher a mãe sem entender nada das necessidades da criança.

Esta aula pretende responder à seguinte pergunta: por que temos que estudar as necessidades básicas das crianças?
Porque, na nossa sociedade, estamos completamente afastados da nossa própria natureza. Como não nos conhecemos, não conhecemos às nossas crianças então temos que ir buscar através dos estudos como é a natureza da criança, sua essência. Vamos observar as necessidades da criança como nunca vimos.
MÓDULO 5 
AULA 17 - Necessidades da criança e desenvolvimento infantil.

Nesta aula vamos entender que uma criança de 3 anos começa a ter o domínio da linguagem verbal e junto a isso começa a ter uma noção do "eu". Dos 7 aos 9 anos a criança funciona quase sozinha sob supervisão. O caminho do desenvolvimento emocional da criança é longo.

AULA 18 - Como nos desconectamos e como estamos desconectando as nossas crianças.

Nesta aula veremos que todos nascemos com plena consciência de nosso ser estar conectado com o todo, temos plena consciência de que não somos um ser separado mas, quando temos que esperar e não somos prontamente amparados quando somos recém-nascidos, essa espera nos tira dessa conexão com o todo e isso nos leva a crer que precisamos lutar para sobreviver. Isso pode nos levar à competição e à agressividade. Então começamos a acreditar que estou só nesse mundo.

AULA 19 - Estudo de caso de resgate emocional na prática com criança de 7 anos.

Nesta aula vamos analisar um caso prático de resgate com criança aos 7 anos.

AULA 20 - E a fusão emocional com os filhos maiores? Como fazemos?

Nesta aula vamos descobrir que até 21 anos uma pessoa é emocionalmente dependente dos pais, portanto é mais fácil resgatar a fusão emocional.

MÓDULO 6
 AULA 21 - O que as brigas de irmãos têm a ver com a fusão emocional?

Nesta aula vamos entender que se uma criança não se sentir suficientemente amada e tiver irmãos, é como se ela estivesse em uma batalha por migalhas. E então vai brigar por essas migalhas. Daí que vem as brigas sem sentido...

AULA 22 - Bebês High Need e crianças que exigem demais.

Nesta aula vamos entender que na vivência de algumas mães há tantas necessidades emocionais não atendidas de sua própria infância que agora, tendo uma criança para cuidar, ela fica muito presa nas próprias necessidades e carências infantis não atendidas. Nesse cenário a criança passa a ser sentida como muito demandante.


AULA 23 - A vida sexual após a chegada do bebê.

Nessa aula vamos ver que um homem maduro é capaz de colocar toda a sua virilidade para sustentar a sua mulher para liberá-la para estar a serviço da fusão emocional com esta criança que demanda toda a sua energia. Quando isso acontece, por um período, o homem não fica desesperado para ter relações sexuais porque está drenando sua virilidade, sua energia sexual, sua libido, seu interesse para que sua mulher e seu filho estejam bem. Ele está sendo homem de outra forma.


AULA 24 - A violência (invisível).

Nesta aula vamos descobrir que uma criança que não recebe a quantidade de cuidados de que necessita (mesmo as necessidades que não temos consciência) sofre de violência e desamparo. Uma criança que é deixada chorando até que durma, do ponto de vista da criança, é uma violência atroz. E ainda tem a questão de que muitas formas de violência são consideradas educação pelos adultos.


  AULA 25 - O Ciclo que sustenta a Birra.

Nesta aula vamos entender que uma criança que tem uma crise de birra está desesperada por alguma razão.
Quanto mais não entendemos, mas vai se desesperar. De tanto não ser atendida, a criança se torna uma criança birrenta. O adulto, ao invés de dar o que ela necessita, cada vez retira mais coisas dela em forma de castigo, aumentando a sua necessidade de uma maneira geral.

F.A.Q - PERGUNTAS FREQUENTES

Como funcionam as aulas, elas são gravadas?

Sim, as aulas são gravadas. São pelo menos 25 aulas. Elas serão liberadas semanalmente e, a cada 6 aulas, teremos uma “Live Tira-dúvidas”, só para os alunos do curso. Ou seja, teremos no mínimo 4 lives durante todo o curso.

Tem certificado?

Sim, certificado de curso livre.

Como posso tirar dúvidas durante o curso?

A Isa responde pessoalmente a todos os comentários da plataforma abaixo de cada vídeo.
A cada 6 aulas (ou 6 semanas) iremos ter uma Live Tira-dúvidas para os alunos, totalizando 4 lives. Existe também o grupo de alunos do Facebook onde os próprios alunos podem se ajudar e compartilhar experiências.

Quando será aberta a próxima turma?

Por enquanto, estaremos focados na turma atual e não temos previsão da próxima.

E como falo com a Equipe da Isa, se precisar, para tirar outras dúvidas relacionadas à pagamento, acesso ou certificado, por exemplo?

Nossa comunicação principal será o e-mail [email protected] ou pelo Whatsapp

E se eu quiser elogiar o curso?

A Isa vai AMAR receber seus feedbacks. Neste caso, você pode postar o que achou nas redes sociais, marcar a gente, dizer que é aluno. Vai ser bom demais saber como esses conteúdos estão impactando na sua vida!

Quanto tempo o curso fica disponível para mim?

Ficará disponível por 1 ano a contar a partir da data de liberação da primeira aula.
João da Silva
ISA MINATEL
Uma das palestrantes mais requisitadas da atualidade. Natural, divertida e cativante, domina assuntos relevantes para o desenvolvimento de pais e mães aprimorando os tratos com os filhos. 
Tem grande capacidade de estabelecer diálogos abertos e francos com o público e oferece em seus cursos e mentorias um novo olhar sob as relações familiares.